fbpx
Now Reading
Conheça a Grécia com a Amanda – A Grécia do seu jeito

Conheça a Grécia com a Amanda – A Grécia do seu jeito

Tempo de Leitura: 7 minutos

A Grécia, cujo o nome oficial é Elláda, é considerada uma das opções mais clássicas e chiques para uma viagem de férias ou lua de mel. Esse destino está tão em evidência que vem batendo recordes quanto ao número de visitantes, em 2019 foram cerca de 33 milhões, um pouco mais do que três vezes a sua população. Destaque na mídia mundial, é desejada por gregos e troianos. Literalmente. Pois é difícil não se imaginar mergulhando nas prais gregas, fotografando os detalhes arquitetônicos das ilhas Cíclades ou mesmo, encerrando o dia em um lugar com vista privilegiada para o pôr do sol, a hora mais aguardada por todos.

Sabemos que um lugar tão especial tipo a Grécia, merece ficar memorável e exclusivo. Sendo assim, oferecemos desde tours privativos com guias falando português, passeios de barco até o planejamento total da sua estadia com um roteiro totalmente personalizado e com atividades e dicas que farão a diferença. Mas entre tantos cenários fascinantes e história, fica difícil saber o que priorizar, não é verdade?

Então vou lhe apresentar alguns fatores relevantes para a sua viagem!

Com histórico milenar, a Grécia tem um legado cultural de causar inveja. Afinal, quem é que não deseja ficar lado a lado dos monumentos da Acrópole de Atenas, conhecer Olímpia berço dos Jogos Olímpicos da Antiguidade e comprovar a perfeição acústica de Epidavros, durante uma apresentação teatral? Como se não bastasse essa riqueza e diversidade de informações, possui centenas de ilhas e nenhum outro país europeu tem tantas assim.

Destinos Imperdíveis

Atenas

A capital é Atenas, fundada há cerca de 3.000 a.C., está classificada entre um dos lugares mais modernos da Europa. Local de origem dos filósofos Platão e Sócrates, é marcada pelos contrastes de ruínas milenares e registros contemporâneos, abriga o sítio arqueológico mais visitado do país, a Acrópole, com templos que influenciaram a arquitetura ocidental e tornaram-se exemplos de resistência e história viva. Vale ressaltar que o monumento mais famoso é o Partenon.

A grandiosidade do monumento mais famoso da Acrópole de Atenas, o Partenon

Além das construções no alto da colina, o Odeon de Herodes Atticus e  o Teatro de Dionisio, ambos na encosta da Acrópole, merecem destaque. O Odeon foi restaurado e sedia o Athens Festival durante alguns dias no período de junho até agosto, a programação inclui óperas, apresentações teatrais, ballet, etc., um dos eventos mais ilustres de Atenas.

Para ter uma noção mais ampla de como era a Acrópole, é ideal conhecer a riqueza do acervo do Museu da Acrópole. Durante o passeio privativo, os nossos guias explicam detalhadamente a importância dos gregos antigos para fatos da nossa atualidade.

Outro lugar indispensável, é o bairro de Plaka, pois proporciona a sensação de divisão entre duas realidades, a dos gregos modernos e de turistas que frequentam as tavernas, lojinhas de souvenirs e, a de olhar para o alto e ver a grandiosidade e elegância deixada pelos gregos antigos através dos monumentos da Acrópole, pois Plaka fica situada na encosta da colina.

Ilhas

Essa é sem dúvida, uma das motivações que despertam o desejo de fazer várias viagens à Grécia. Pois são tantas ilhas e cada qual com suas particularidades que é preciso fazer uma triagem sobre o que combina. Se sua opção for conhecer além das tradicionais para a maioria dos brasileiros, Mykonos e Santorini, por praticidade na hora de se deslocar vamos priorizar por arquipélagos. Nas Cíclades, Milos proporciona aventura, ParosNaxos, possuem praias com areias douradas, ideais para famílias com crianças. Para aproveitar a tranquilidade e vida simples das ilhas menos conhecidas, Ios, Folegandros, Amorgos e Sifnos, estão entre as várias opções.

Enquanto isso, Zakynthos, nas Jônicas, está na moda por causa do cenário cinematográfico da praia de Navágio, acessível somente pelo mar.

Shipwreck Beach (Navagio Beach) com o azul que tem conquistado admiradores em todo o mundo

As ilhas mais clássicas e com relevante infraestrutura turística são:

1. Santorini

Santorini resultado de uma erupção vulcânica, impacta pelas edificações no penhasco em tons terrosos contrastando com a imensidão do mar Egeu. São hotéis e restaurantes idílicos e minimalistas que mexem com os pensamentos de quem adora sofisticação. As igrejas com cúpulas azuis e as cores vibrantes do pôr do sol em Oia percorrem o mundo através de cartões-postais. Dois passeios imperdíveis são o tour da ilha com carro e o cruzeiro ao redor da caldeira vulcânica. Para os apreciadores de vinho, as degustações em adegas e vinícolas serão uma vantagem a mais. A produção é feita com uvas cultivadas no solo vulcânico da ilha.

Oia é o lugar mais fotografado de Santorini
Oia é o lugar mais fotografado de Santorini

2. Mykonos

Mykonos o destino de férias de celebridades e baladeiros, promove agitos que dão o status de um dos verões mais conhecidos e caros da Europa. É o lugar para ver e ser visto, encontrar famosos nacionais e internacionais. Além dos beach-clubs, o centrinho da cidade com becos labirínticos é super charmoso e merece ser explorado. O pôr do sol em Little Venice ou nos moinhos de vento é memorável.

3. Creta

Creta a maior e mais diversificada, é considerada a origem da primeira civilização europeia. O sítio arqueológico de Knossos e o Museu Arqueológico de Heraklion são duas preciosidades em termos de informações minoicas. Knossos foi o local da lenda do Minotauro. A ilha tem várias cidades charmosas e animadas. Heraklion, Rethymno e Chania são três das mais turísticas. A rede hoteleira é ampla e composta por alguns dos hotéis mais luxuosos da Grécia. Elounda, chega a ser o destino de membros da realeza árabe. Creta tem praias com cenários selvagens e desfiladeiros de destaque a nível europeu. Já no inverno, as montanhas possuem neve.

See Also
A pergunta que não quer calar: por que morar em Portugal?

A beleza selvagem de Gramvousa, vista do alto do castelo

4. Rhodos

Rhodos é a maior ilha do arquipélago do Dodecaneso. A capital também se chama Rhodos e sua Cidade Medieval da cidade é considerada Patrimônio Mundial pela Unesco. A ilha é ideal para quem prioriza belezas naturais e registros multiculturais. Foi uma das primeiras a ser visada pelo Turismo e faz parte das rotas dos principais cruzeiros pelo Mediterrâneo. Os europeus adoram passar férias lá.

Porto de Rhodos

Quando ir

O melhor período para viajar para a Grécia, com o objetivo de incluir as ilhas, é de maio até setembro, ou seja, finalzinho da primavera e início do outono.  Maio e primeira quinzena de junho são compatíveis com o perfil de viajantes que adoram paisagens floridas, temperaturas agradáveis, lugares sem uma multidão de turistas e preços mais acessíveis do que na alta estação e auge do verão, julho e agosto. Ressalto que em maio a água do mar permanece um pouco fria, nada ao extremo.

Se o objetivo não for aproveitar as praias e caso não tenha preocupações sobre possíveis alterações nas condições climáticas, a segunda quinzena de abril e a primeira de outubro, início e término da temporada em algumas ilhas, possuem valores convidativos. Sendo assim, é importante ver sobre a logística, quanto a frequência das embarcações.

Little Venice em Mykonos, na segunda quinzena de abril, início da temporada turística nas ilhas

Culinária

Além da vasta bagagem cultural e do conjunto de belezas naturais, há outra característica marcante que dá notoriedade à Grécia, a culinária local. Os gregos são bastante fartos quando o assunto é alimentação, normalmente as porções são bem servidas e não faltam possibilidades de nos sentirmos extasiados com as cores, os aromas e os sabores das iguarias. Seja na composição do café da manhã ou nos pratos servidos em meio à simplicidade de uma taverna em um vilarejo ou em um restaurante gourmet, tudo é bastante apetitoso. A gastronomia grega é uma junção de receitas tradicionais e modernas acrescidas com detalhes criativos.

Há um rico consumo de saladas, a mais famosa é a Elliniki Salata (Horiatiki), conhecida por nós brasileiros como a salada grega, composta de tomate, pepino, pimentão, cebola, azeitona, queijo feta (fabricado com leite de cabra e de ovelha), óregano e bastante azeite de oliva. Também são elaborados diversos pratos com carne caprina, suína, bovina e de aves, preferencialmente acompanhadas de batatas. Pastítsio (junção de macarrão penne, molho de carne moída e molho bechamel), Moussaká (camadas de vegetais, molho de carne moída e molho bechamel) e Moschari Kokkinisto (carne cozida no molho de tomate), são três clássicos da cozinha grega. Além desses, peixes e frutos do mar são frequentemente consumidos, principalmente nas ilhas, pois tendem a ser frescos.

Salada grega
Elliniki salata, é a cara do verão grego

E aí, já consegue se imaginar aproveitando toda a beleza e atmosfera que somente a Grécia tem?

Amanda Fontenele

Eu sou a Amanda, cearense de nascimento e cretense de coração, há quase 9 anos me divido entre as experiências de percorrer os rastros dos gregos antigos e aprender sobre os hábitos dos gregos modernos. Morando em Heraklion – Creta, me reinventei e troquei a Contabilidade (área de formação) pelo Turismo. Faço publicações sobre a Grécia desde 2014 e trabalho com receptivo desde 2015. O objetivo da nossa assessoria é proporcionar vivências além do óbvio, com informações que somente quem mora aqui consegue repassar. Desde já, sinta-se convidado a participar do nosso time de viajantes que conhecem a Grécia da melhor forma possível, com programação personalizada.

View Comments (0)

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Assessoria de Viagem para Brasileiros

Copyright © 2020 | All rights reserved

Scroll To Top