fbpx
Now Reading
Conheça Praga com o Ivan – Guia em Praga

Conheça Praga com o Ivan – Guia em Praga

Tempo de Leitura: 6 minutos

Olá, meu nome é Ivan, sou tcheco e sou Guia e Fotógrafo para brasileiros em Praga!

Adoro mostrar minha cidade, meu país e a nossa cultura aos viajantes do Brasil.

Meus serviços são ideias para quem não quer perder o tempo procurando pelas informações sobre o destino e prefere contratar um nativo para mostrar tudo o que o lugar tem a oferecer – tanto os pontos turísticos, como os lugares segredos que somente as pessoas que moram no local conhecem.

Espero que curtam as seguintes dicas e será um prazer conhecer vocês pessoalmente em Praga!

Praga segura e ”andável”

Se eu tivesse que dar só uma razão por que visita Praga e o país, a República Tcheca, com certeza escolheria a segurança como a razão número um. A República Tcheca é o décimo país mais seguro do mundo. Aqui em Praga não existe assalto. Portanto para quem procura um lugar onde possa totalmente relaxar e despreocupar, Praga é uma ótima opção.

Praga é uma cidade que parece ter saído de um conto de fadas. O centro conseguiu preservar seu caráter antigo e quem visitar a cidade vai se deparar um centro histórico muito bem preservado que desde 1992 é tombado pela UNESCO.

O centro de Praga é relativamente pequeno e totalmente andável. Graças do seu tamanho e seu caráter seguro, vocês podem explorar a cidade à vontade a pé. É a melhor opção. Não precisa pegar outros meios de transporte. É só sair do seu hotel e passear pelas ruas alinhadas por casarões monumentais e igrejas explorando a cidade.

Quanto tempo ficar

Para conhecer todos os pontos turísticos essenciais da cidade são necessários três dias. Depois sugiro reservas mais dois dias para conhecer uma ou duas cidades do interior tcheco. Então, um período bem legal para ficar na República Tcheca são 5 dias.

Vá de trem

Para se deslocar das outras ou para outras cidades do Leste Europeu sugiro usar o trem. A rede ferroviária é muito densa e os trens são bem confortáveis. De Praga saem trens direitos para Viena, Bratislava, Budapeste, Dresden e Berlin. Existem várias operadoras de trem e eu sempre indico a Regio Jet que tem serviços ótimos.

Onde se hospedar

Os hotéis do centro de Praga (aqueles localizados nas praças principais) costumam ser super faturados. Portanto, uma ótima opção é se hospedar num hotel na margem do centro, pois como a cidade é pequena, sempre dá para se deslocar para o centro dentro de alguns minutos.

Quem procura ainda mais economia pode se hospedar em qualquer hotel em Praga desde que ele fique perto de uma estação de metrô. O sistema do transporte público de Praga é muito bom e indo de metrô vocês estarão no centro dentro de alguns minutos.

Quando visitar Praga

As estações do ano são bem definidas na República Tcheca. Quem curte o frio com temperaturas em torno de zero graus, deve vir nos meses do inverno, entre dezembro a fevereiro. Quem curte o calor, com temperaturas que chegam aos 40 graus, pode vir no verão, entre junho a agosto. E para quem prefere temperaturas moderadas, como eu, sugiro vir em maio ou em setembro, são os meses mais belos aqui.

Cerveja pilsen, o nosso pão líquido

A República Tcheca é o berço da cerveja clara. Foi aqui, na cidade de Pilsen, onde a primeira cerveja loira do mundo foi feita em 1842 e até hoje é produzida. Quando estiverem em Praga, peçam uma “Pilsen Urquell” que é o nome comercial dessa cerveja, a pilsen original.

A República Checa é a nação com o maior consumo de cerveja do mundo per capita. São quase 140 litros de cerveja por ano por pessoas. E esse amor a essa bebida é bem evidente nas ruas de Praga. Vão se deparar com tantos botecos, cervejarias e marcas que vão perder a conta. Na minha opinião as melhores marcas são Pilsen Urquell, Budvar, Kozel e Gambrinus.

Na zdraví! – Saúde! É assim como se brinda por aqui.

Lugares essenciais

Em Praga existem três lugares turísticos super importantes que nenhum turista pode perder :

  • a Ponte Carlos que atravessa o rio Moldava que corta a cidade,
  • o Castelo de Praga que é  o maior castelo do mundo e
  • o Relógio Astronômico, uma obra-prima da Era Medieval.

Essa é a “trindade praguense” que não podem perder. E como o centro é pequeno e andável, dá para conhecer esses três lugares num dia, idealmente no primeiro.

Outros pontos a não perder incluem o destaque da arquitetura moderna em Praga chamado “Casa Dançante”, a obra de arte moderna “Cabeça Rodante de Franz Kafka” e a “Igreja da Nossa Senhora Vitoriosa” onde está localizada a famosa imagem do Menino Jesus de Praga junto com a imagem da Nossa Senhora Aparecida que o Brasil doou para a cidade de Praga. 

Gastronomia Tcheca

O prato mais tradicional é o queijo à milanesa servido com fritas e o molho tártaro. Apesar de ser um prato bastante gorduroso, trata-se de um prato muito delicioso. Outro prato típico é o goulash, um ensopado de tomate com carne preparado com ervas e páprica doce, tipicamente servido com “knedliky” – os nhoques de pão cozidos na água. Quem prefere petiscos para acompanhar a cerveja, vai se deparar com uma grande variedade de opções: linguiças assadas, queijos marinados, pickles de salsichas, brusquetas com carnes e mais. 

See Also
Conheça Bruxelas com a Daniella – Bem Belga

Onde Comer

Adoro almoçar a comida típica tcheca a quilo no restaurante “Kantyna” que é também um tipo de açougue e tem uma ótima ofertas de carnes assadas. Para petiscar algo com vinho, super indico o bistro “Spejle” com porções deliciosas. E o melhor joelho de porco é só na “Pork’s” que também serve o melhor sanduíche de porco desfiado da cidade.

Praga Noturna

Como a cidade é muito segura, uma ótima opção é simplesmente andar pelas ruas do centro, se perdendo e se achando. Também pode andar pela orla do rio Moldava, onde é possível ter uma vista incrível do castelo, da ponte e com direito a drinks nos bares da orla do rio. Quem prefere balada, o lugar certo é a rua Dlouha, uma longa avenida cheia de bares, restaurantes e boates. Meus lugares prediletos nessa rua são o restaurante tradicional “Lokal” que serve a famosa pilsen e a boate Roxy.

Cidades do interior da República Tcheca

Depois de conhecer Praga, não tenha pressa para sair do país e reservem mais dois ou três dias para conhecer algumas das cidade pelo belo interior da República Tcheca. Os amantes da cerveja não podem deixar de visitar a cervejaria Pilsen Urquell na cidade de Pilsen e experimentar a cerveja original direitamente dos barris de carvalho na adega da cervejaria.

Quem ama cidades europeias com grande charme pode visitar Karlovy Vary, é a cidade balneária com fama mundial onde você pode passear nas largas avenidas cercadas por hotéis de luxo. Um curiosidade é que você pode beber água mineral nas várias fontes espalhadas pela cidade.

Outra opção é visitar Cesky Krumlov, uma cidade pitoresca que parece ter saído de um conto de fadas. Tombada pela UNESCO ela conseguiu preservar seu caráter medieval e vocês terão uma sensação única de estar na Europa no meio do milênio passado.

A cidade super interessante mais próxima de Praga é Kutna Hora, proclamada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. Nela você vai encontrar o impressionante ossário composto por crânios e ossos de mais de 40 mil pessoas e a jóia gótica Catedral de Santa Bárbara, uma das catedrais mais lindas do país.

Praga não é uma praga!

O nome Praga em tcheco – língua falada na República Tcheca – significa “às margens do rio” e, portanto, não tem nada ver com o falso cognato em português! Praga oferece uma grande variedade das opções para o viajante e será meu prazer ser seu guia e lhe mostrar tudo que a cidade e o meu país tem a oferecer com os diversos tours que ofereço!

Confira meu instagram @guia_em_praga para poder conhecer ainda mais sobre praga!

Na shledanouAté logo em Praga!

Ivan – Guia em Praga

View Comments (0)

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Assessoria de Viagem para Brasileiros

Copyright © 2020 | All rights reserved

Scroll To Top