fbpx
Now Reading
Manual Básico para entender o Coronavírus

Manual Básico para entender o Coronavírus

Tempo de Leitura: 8 minutos

Não existe cura nem tratamento realmente eficaz (ainda), mas existe prevenção do contágio com higiene, distanciamento social e equipamentos de proteção. Fiz um artigo sobre o início do Coronavírus na Europa e fiz um quadro no IGTV chamado de CorongaNews para poder atualizar sobre as novidades do Turismo na Europa no meio da Pandemia. Você poderá acompanhar as principais notícias com as devidas referências por aqui em breve. Para que você entenda um pouco melhor sobre as novas normas para viajar pela Europa e entenda melhor algumas qeustões sobre o COVID-19, aqui está o Manual Básico para entender o Coronavírus!

Sobre Higiene:

1- Lavar as mãos corretamente com sabão mata o vírus assim como passar álcool em gel. 

2- Lavar roupas com sabão e deixar de molho por um tempinho – independente da temperatura já é o suficiente.

3- Limpar os produtos comprados é essencial para evitar o contágio pelo vírus em superfícies. Álcool, desinfetante a base de cloro ou amônia é suficiente. 

4- Lavar frutas e verduras com mais cuidado e atenção. Se não der para lavar com água e sabão, deixe de molho por um tempinho com água e desinfetante especial para vegetais.

5- Deixar os sapatos próximo da entrada já é um hábito de muito dos Europeus, uma vez que você chega da rua com sapatos sujos e evita de espalhar qualquer sujeira para casa afora.

Sobre o Distanciamento Social:

1- A distância de segurança recomendável é de 1 metro, mas é claro que se puder ser mais longe, melhor. Essa distância é ainda mais eficaz se ambos usam máscaras. É fácil quando você está andando na rua, porém difícil quando fala sobre ficar longe de amigos e família. Mas vamos fazer aquele esforço porque é mais que necessário!
2- Quarentena: é a medida mais eficaz de prevenir com que alguém que é portador do vírus infecte outras pessoas. Portanto, é necessário ficar em casa e evitar ao máximo sair de casa. Se sair, usar máscaras de proteção e luvas, evitar tocar ao rosto, e manter 1 metro das pessoas. 

3- Isolamento Social: é a medida mais eficaz da qual o governo impõe que as pessoas saudáveis e infectadas fiquem em casa, como se fosse uma quarentena. Dessa maneira, o governo consegue ter tempo hábil para poder criar medidas necessárias para lidar com maior segurança e eficiência para atender a maior parte da população frente a um vírus da qual NINGUÉM possui imunidade e tem grande chance de óbito. Tais medidas são: educar a população a uma nova realidade, melhorar o sistema de saúde, monitorar e controlar a epidemia com estudos e pesquisas, montar estratégias para manter a economia durante a pandemia. Com essa medida, o governo consegue ‘’achatar a curva’’ da epidemia, da qual faz com que o sistema de saúde consiga ter tempo para atender o máximo de pessoas possíveis em boas condições, dando mais chance a salvar vidas.

Sobre as Máscaras ou Equipamentos de Proteção

1- Máscaras sempre foram recomendáveis, porém o mundo tinha escassez do produto. Nesse caso, as máscaras são ferramentas essenciais e prioridade para os profissionais da saúde. Atualmente, com a disponibilidade das máscaras no mercado, as máscaras tendem a ser de uso obrigatório principalmente em ambientes fechados – transportes coletivos, lojas, restaurantes, etc…

2- Existem vários tipos de máscaras, cada uma delas possuem um grau de proteção. As máscaras cirúrgicas de médicos (finas e geralmente azuis de modelo quadrado, descartáveis depois de 8 horas de uso) são melhores para pessoas saudáveis que não apresentam sintomas. As máscaras N-95 ou mais resistentes (geralmente brancas, mais grossas e reutilizáveis por certa quantidade de horas mais longas que as outras) é aquela recomendável para pacientes do grupo de risco ou que apresentam sintomas mesmo sem o teste. Já as máscaras de tecido (geralmente feita em casa), mesmo as que possuem várias camadas e parecem seguras, não são 100% recomendáveis pela OMS porque apesar de conter 90% do vírus que saem do nariz e da boca de uma pessoa assintomática, pode não ser eficiente se apresentar umidade, além disso, pode ser facilmente contaminada por fungos. Portanto, as máscaras de tecido são recomendadas apenas em caso de escassez das outras máscaras.

3- Se você usa máscara e tira o nariz para fora, você está fazendo isso errado. A máscara deve cobrar o nariz e a boca para ter eficiência e não espalhar o vírus. O mesmo acontece para as pessoas que tiram as máscaras para poder espirrar porque se sentem sufocadas – o que não faz o menor sentido. Vamos usar com consciência!

4- Mais do que nunca, a mania de não assoar o nariz e ficar limpando o nariz escorrendo com a mão até chegar ao banheiro deve ser evitado ao máximo. Primeiro porque você precisa evitar tocar com as mãos no rosto, principalmente nos olhos, nariz e boca. Segundo, você vai contaminar facilmente o que você tocar.

5- Luvas são altamente recomendáveis para fazer compras em supermercados, lojas e qualquer atividade que implica o manuseio de produtos em comum. Preferencialmente se a luva estiver esterilizada com álcool ou seja descartável.

Sobre as Normas de Etiqueta do Covid-19

1- Se for tossir, coloque a parte interna do cotovelo para tampar a boca mesmo se tiver usando máscaras. Assim, você evita qualquer partícula que possa tocar as mãos.

2- Cumprimentar de longe, sem abraços, beijos e mãos. Não inventa de cumprimentar com os cotovelos porque aí não somente seu cotovelo estará infectado quanto a lateral do seu corpo também. Entenda: você não precisa encostar para dizer ”oi”.

3- Não compartilhar desinformação: confira a veracidade do que você recebeu em sites oficiais antes de compartilhar.

4- Seja empático com o próximo: não é porque você não seja do grupo de risco que você não possa contagiar alguém que seja e não aparenta ter doenças crônicas.

5- Evite aglomerações, você nunca vai saber se mesmo com todos os métodos de prevenção, seu amigo ou familiar pode ter contraído o vírus. Infelizmente não vemos o vírus, existem muitas pessoas assintomáticas principalmente nos primeiros dias de contágio. Lembrando que aglomerações não precisa ser uma festa com 500 pessoas. Aglomeração de 3 pessoas, sendo uma infectada, já serão 3 pessoas infectadas de uma vez.

6- Você não é mais especial que ninguém, mesmo que sua mãe e sua vó já tenha falado isso algumas vezes. Respeite as normas, todo mundo está passando por situações similares ou piores que você. Ninguém quer ficar sozinho nessa, ninguém gosta de usar máscara e ninguém quer ficar isolado em casa entendido ou trabalhando de casa com problemas de convivência. Tamo junto nessa – porém separados, sairemos juntos dessa!

Considerações Importantes:

1- Não pense que porque acabou a ‘’quarentena’’ ou ‘’isolamento social’’ que você pode fazer o que quiser porque não existe o vírus. Enquanto não existir uma vacina aplicada a nível mundial, você não estará totalmente seguro.

2- Teoricamente, qualquer pessoa que contrai o vírus teria o ‘’anticorpo’’ e não teria chance de reinfecção. Porém, mesmo que a chances estão baixas de alguma mutação, pequenas mutações podem fazer você adoecer novamente, mesmo com os anticorpos. Portanto, não ache que você está salvo se você já passou pelo COVID-19.

3- Porque você não foi testado e cachorros na China, gato na Espanha e tigre nos Estados Unidos foram e deram positivo? Porque o que os cientistas estão fazendo é justamente testando a capacidade de adaptação do vírus em diferentes organismos. Uma vez que o vírus é encontrado em diversos animais, maior a chance de voltar para humanos com mutações e ter reincidência a outra pandemia. Os animais não estão tirando os testes de você, eles estão sendo testados para poder salvar você em breve.

4- O vírus não foi criado pelo ser humano. Já foi comprovado que o vírus saltou de um animal (morcego e/ou pangolim) para o ser humano. Cuidado com as fake news que promove teorias da conspiração – ou você pode pirar de verdade.

See Also

5- Testes em massa são realizados para poder medir o nível de contágio do vírus e entender a quantidade de pessoas (teoricamente) imunizadas até então. Assim fica mais fácil do governo criar estratégias para controlar a epidemia de forma mais segura e confiável.

6- Médicos do mundo inteiro estão fazendo testes com anti-virais diversos, enquanto não sair uma resposta realmente eficaz e segura, não crie hipóteses e acredite que existe uma cura porque um remédio ou outro tem ‘’resultados positivos’’ ou que ‘’parece ser uma solução’’. Cuidado com a desinformação.

7- Vacinas normalmente demoram no mínimo 18 meses para ficar pronta, mesmo em casos de urgência como foi o caso da Ebola. Mesmo com as notícias mais otimistas hoje em dia, pode existir uma vacina eficaz para o final do ano, porém só será fabricada para ser usada mundialmente depois de pelo menos 3 meses. 

8- Os números de casos confirmados jamais vai retratar a situação real, principalmente quando o país ainda não se encontra preparado para teste em massa. Essa subnotificação precisa ser o mais próximo da realidade para poder ter controle do vírus, ou então o país vai ser taxado não apenas como ‘’alto risco’’ mas também de não ter controle sobre a epidemia no país. 

9- Se você quiser saber a realidade mais próxima do número de casos reais, veja quantas pessoas tiveram problemas respiratórios no ano passado e compara com este ano. Ao subtrair os números desse casos este ano com o ano passado e somar os casos confirmados de Coronavírus, você terá uma estimativa mais aproximada ao número real de casos de Coronavírus na sua região. 

10- Cada país tem seu processo com relação ao seguimento do Coronavírus de acordo com o contágio – número de casos e mortes, testes massivos e estudos da sociedade e da epidemia, eficiência e melhoras no sistema de saúde e o controle e entendimento da epidemia. Alguns países da Europa já é possível sair de casa, se juntar com amigos e familiares, recomeçou o comércio e aos poucos as coisas estão voltando a uma ”nova normalidade”. Não pensem que porque algum país liberou o isolamento que está tudo bem e que você pode furar o seu isolamento. Cada região e país possuem suas próprias regras.

E se você tá se sentindo meio borocoxô por causa dessa situação, se sentindo desmotivado, preguiçoso, triste, talvez estressado, irritado, ansioso, com insônia, ou qualquer problema que pode ter fundo emocional, faça terapia online! O Zenklub é uma plataforma bem interessante que eu realmente recomendo (e não é publi!). Lá você escolhe o profissional de acordo com seu currículo e você pode se abrir para alguém da tela do seu computador ou celular sem sair de casa! Já usei e super recomendo – inclusive, se você usar este convite, você ganha R$50,00 de desconto na sua primeira consulta para provar o serviço!


Consulte sempre sites oficiais como o da Organização Mundial da Saúde. Tenha senso crítico, escute os cientistas, médicos, estudiosos que entendem sobre vírus como virólogos. Não fique preso em apenas uma fonte de informação, comprove com mais de uma fonte de informação para saber a veracidade do que você está vendo. Cuidado com as Fake News, não ignore a pandemia porque é uma realidade.

Não seja insensível e desumano, se você ficou revoltado com o avião que caiu e matou o time do chapecoense, ficou arrasado com as 3 mil mortes no atentado do 11 de Setembro, não ignore as quase 10 mil mortes confirmadas pelo COVID-19 no Brasil em menos de 2 meses. Na Europa já passou de 1 milhão de casos confirmados e já foi contabilizado mais de 145 mil mortes em menos de 4 meses!

Infelizmente já notamos que ser testado no Brasil pode significar privilégios, falta testes, falta informação, falta empatia além do respeito, bom senso e senso crítico por parte de muitas pessoas. O Brasil tem grande chance de ser o novo epicentro do Coronavírus no mundo e já é considerado como um país de ”Alto Risco”. Isso só dificulta a questão de viagem para os Brasileiros, uma vez que vários países não vão aceitar passageiros de países que estão nesse nível.

Mantenha a sua saúde mental em dia. Não precisa ver notícias o tempo todo, se mantenha informado mas não entre em paranóia. Se você é um daqueles que adiou ou tem sua viagem para Europa e não sabe o que fazer, fique de olho nas publicações ou entre em contato! Se você conhece alguém que precisa ler este artigo, não deixa de recomendar compartilhando o link. Seja mais do que simpático, seja empático – cuide do próximo, cuidando de você: use máscaras, respeite as normas e, se puder, fique em casa.

View Comments (0)

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Assessoria de Viagem para Brasileiros

Copyright © 2020 | All rights reserved

Scroll To Top